Superando o Medo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

O medo resulta de várias causas. A percepção de alguma ameaça imediata causa medo repentino como uma espécie de mecanismo de defesa. 

De fato, isso poderia salvar sua vida se, por exemplo, a ameaça imediata for um carro se desviando para sua pista. O medo repentino o leva a agir e evitar uma colisão. 

No entanto, o medo também pode resultar de outros fatores mais remotos que experimentamos como ameaças ao nosso bem-estar. 

Por exemplo, pode-se lutar com medo por uma crise econômica ou perda de lucro em um negócio. O medo pode ser: “Como vou apoiar minha família?” Ou alguém pode ter problemas de saúde e isso causa um medo crescente sobre o futuro. 

E a lista poderia continuar. Embora algumas formas de medo sejam saudáveis ​​(desviar-se para evitar um acidente de carro), a maioria das outras não o é. 

Especificamente, quando o medo causa ansiedade e preocupação, levando alguém a perder a confiança em Deus e em Sua providência, isso é um problema. 

Mas se Deus está vivo em seu coração, vivendo e reinando lá, Sua presença produz uma confiança sobrenatural e confiança no meio de toda e qualquer luta que enfrentamos.

Reflita sobre o medo específico com o qual você luta agora. O que é que causa preocupação e ansiedade excessivas? Seja o que for, o Senhor quer que você confie nele. 

Sim, um certo medo “santo” pode nos ajudar a avaliar todas as situações adequadamente e a agir com diligência e responsabilidade, mas com muita freqüência com o que realmente lutamos é uma falta de confiança em Deus. 

Refletir sobre o seu medo e sua confiança e convidar Cristo mais profundamente em seu coração, para que Sua presença expulse todo o medo inútil, permitindo que você confie plenamente em Seu cuidado, providência e Misericórdia.

Senhor, confio em ti. Ajude-me a confiar em você ainda mais. Eu entrego a Ti tudo o que me tenta a temer. Eu confio em seu amor perfeito e desejo de confiar completamente em sua misericórdia em minha vida. Minha vida é sua, querido Senhor, faça comigo como quiser e me guie sempre. Jesus eu confio em vós.

 

PALAVRA BÍBLICA

 

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã.
E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã.
E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam então os cananeus na terra.
E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.
E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente, e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao Senhor, e invocou o nome do Senhor.
Depois caminhou Abrão dali, seguindo ainda para o lado do sul.
E havia fome naquela terra; e desceu Abrão ao Egito, para peregrinar ali, porquanto a fome era grande na terra.
E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista;
E será que, quando os egípcios te virem, dirão: Esta é sua mulher. E matar-me-ão a mim, e a ti te guardarão em vida.
Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti.
E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa.
E viram-na os príncipes de Faraó, e gabaram-na diante de Faraó; e foi a mulher tomada para a casa de Faraó.
E fez bem a Abrão por amor dela; e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos.
Feriu, porém, o Senhor a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão.
Então chamou Faraó a Abrão, e disse: Que é isto que me fizeste? Por que não me disseste que ela era tua mulher?
Por que disseste: É minha irmã? Por isso a tomei por minha mulher; agora, pois, eis aqui tua mulher; toma-a e vai-te.
E Faraó deu ordens aos seus homens a respeito dele; e acompanharam-no, a ele, e a sua mulher, e a tudo o que tinha.

Gênesis 12:1-20 

Via Divine Mercy (traduzido e adaptado)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

Rolar para cima
Advertisment ad adsense adlogger