Presença de Deus no recinto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

DESDE que desejas tão fervorosamente que eu lhes comunique o método pelo qual cheguei àquele sentido habitual da Presença de DEUS, que nosso SENHOR, de Sua misericórdia, teve o prazer de me conceder; 

Devo dizer-lhe que é com grande dificuldade que sou convencido por suas importunidades; e agora eu faço isso apenas nos termos, que você mostra minha carta para ninguém. 

Se eu soubesse que você deixaria isso ser visto, todo o desejo que tenho por seu progresso não seria capaz de me determinar isso. A conta que posso dar é:

Tendo encontrado em muitos livros métodos diferentes de ir a DEUS, e diversas práticas da vida espiritual, achei que isso serviria mais para me confundir do que facilitar o que eu procurava, que não era nada além de como se tornar inteiramente DEUS.

Isso fez com que eu resolvesse dar tudo pelo Todo: assim, depois de ter me dado inteiramente a DEUS, para fazer toda a satisfação que pude pelos meus pecados, renunciei, pelo amor Dele, a tudo o que não era Ele; e comecei a viver como se não houvesse ninguém além de Ele e eu no mundo. 

Às vezes me considerava diante Dele como um criminoso pobre aos pés de seu juiz; outras vezes, eu O contemplava em meu coração como meu PAI, como meu DEUS: Eu O adorava com o maior número de vezes que pude, mantendo minha mente em Sua santa Presença, e lembrando-o com a freqüência que eu achava que ele se afastava Dele.

Não encontrei nenhuma dor pequena neste exercício, e ainda assim continuei, apesar de todas as dificuldades que ocorreram, sem me incomodar ou inquietar quando minha mente vagou involuntariamente. 

Eu fiz disso o meu negócio tanto durante todo o dia como nos tempos designados de oração; pois em todos os momentos, a cada hora, a cada minuto, mesmo no auge de meus negócios, afastei de minha mente tudo que era capaz de interromper meu pensamento sobre DEUS.

Essa tem sido minha prática comum desde que entrei na religião; e embora eu tenha feito isso de maneira muito imperfeita, ainda assim tenho encontrado grandes vantagens. 

Estes, eu bem sei, devem ser imputados à mera misericórdia e bondade de Deus, porque não podemos fazer nada sem Ele; e eu ainda menos que qualquer um. 

Mas quando somos fiéis em nos manter em Sua santa Presença, e colocá-Lo sempre diante de nós, isso não apenas impede que ofendamos a Ele, e façamos algo que possa desagradá-lo, pelo menos intencionalmente, mas também gera em nós uma liberdade sagrada.

E se assim posso falar, uma familiaridade com DEUS, com a qual pedimos, e com êxito, as graças de que precisamos. 

Em suma, repetindo freqüentemente esses atos, eles se tornam habituais, e a presença de DEUS é traduzida como natural para nós. 

Dê-lhe graças, por favor, comigo por Sua grande bondade para com mim, que eu nunca consegui admirar o suficiente, pelos muitos favores que Ele fez a um pecador tão miserável quanto eu. Que todas as coisas o louvem. Um homem.

Amém

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Deixe um comentário

Rolar para cima
Advertisment ad adsense adlogger