PALAVRA DE DEUS – O Valor de Pais que Oram

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Minha mãe uma vez disse que a oração era como aprender outra língua. Se você cresceu com pais que oravam regularmente em casa, pareceria natural — tal como aprender sua língua nativa Mas se você esperasse, ficava mais difícil aprender.

Não que você não pudesse aprender a orar, mas levaria mais tempo para parecer natural. Pode parecer estranho ou diferente e um pouco desconfortável no começo.

Posso testificar que a oração parece natural quando as crianças são expostas a ela, porque eu cresci com pais que oram.

Desde nova aprendi o que é a oração e como fazê-la. Orei com outros na igreja, na escola, em refeições e devocionais em família. Sempre foi apenas uma parte de quem eu era, e me parecia como uma parte normal da vida.

Olhando para os últimos 18 anos de aprendizado e crescimento em oração, percebo o grande efeito que meus pais tiveram orando por mim e comigo. Através de sua orientação na oração foi-me mostrado não apenas o como e o porquê da oração, mas também a incrível comunhão cristã que surge dela.

Aprendendo pelo Exemplo

Meus pais não me deram uma aula para me ensinar como orar. Não houve manual de instruções, vídeos ou palestras.

Eu simplesmente aprendi observando-os orar todo e qualquer dia. Através de seus exemplos, pude compreender melhor a importância da oração compartilhada e pessoal.

Todas as noites, sentado ao lado da cama, meu pai lia uma história da Bíblia e orava com meus irmãos e eu.

Todas as manhãs eu descia para a escola e via minha mãe terminando sua devocional enquanto ela escrevia suas orações ao Senhor.

Porque meus pais oraram comigo, orar nunca me pareceu estranho ou não familiar. Nunca me senti desconfortável com a oração, porque eles fizeram disso uma parte normal da minha vida.

Da mesma forma, nunca me senti confusa sobre como falar com Deus. Ao observar minha mãe a cada manhã sozinha com o Senhor, comecei a priorizar esse mesmo tipo de tempo e comecei a entender a importância disso.

Comecei a escrever minhas orações como minha mãe fazia, e a medida que cresci nesses momentos, entendi mais a Deus e, portanto, entendi mais a oração. Deus é meu Pai, meu Rei, meu Amigo.

Eu o vi como carinhoso e amoroso em minhas tristezas, mas também como governante e Rei sobre a minha vida. Juntas, essas verdades trouxeram-me conforto e paz e um amor crescente por meu Criador.

Comunidade de Oração

O exemplo de meus pais ensinou-me o que procurar em uma comunidade cristã, especialmente ao me preparar para ir para a faculdade.

A oração é uma parte essencial das amizades deles. Ambos meus pais estiveram envolvidos em trios de oração em nossa igreja (um grupo de três pessoas que oram juntas regularmente), e eu procurei esse mesmo tipo de comunidade com meus amigos do ensino médio.

Além disso, observando meus pais orarem por aqueles que estão sofrendo, comecei a entender a importância da comunidade cristã, especialmente nas intensas provações da vida.

Agora, enquanto me preparo para a faculdade, estou procurando esse mesmo tipo de comunidade de oração e cuidado de uns pelos outros que meus pais me mostraram. Eu quero uma igreja que valorize a oração como parte de seu culto.

Eu quero um ministério no campus que procure nos encorajar a orar. Acima de tudo, quero amigos que se importem com a oração e queiram caminhar juntos em uma vida de oração.

A oração é uma parte vital do andar com Deus. Eu vi a comunhão que isso cria e a maneira que fortalece a fé. Meus pais me incentivaram fielmente a isso.

Sou eternamente grata pela maneira como eles me ensinaram e me apoiaram em oração, mostrando-me o que significa ter um relacionamento pessoal com Jesus.

Para pais com filhos de qualquer idade, lembrem-se disto: seus filhos os observam. Estão de olho em vocês e os admiram.

Desejam ser como vocês. Quão incrível seria se a próxima geração visse pais de oração, e isso fosse o que eles desejassem ser quando crescessem?

Ore por e com seus filhos. Mostre-lhes como você ora, dê a eles um diário, ore com eles à noite. Seu exemplo ensinará, suas orações serão ouvidas e seus filhos serão incentivados.

Via Coalizão pelo Evangelho

Deixe um comentário