O que significa caridade na Bíblia?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

A palavra caridade, tem sua origem do grego “agapē”, que descreve um amor sem lacunas e incondicional.

A Bíblia nos ensina que Deus definiu a caridade como atos de amor para com o nosso semelhante, motivados pelo Espírito Santo e por causa do nosso amor por Cristo!

É uma virtude tão essencial, que Jesus a deixou em forma de mandamento em João 13:34, dizendo para amarmos uns aos outros, como o próprio Deus nos amou.

Ou seja, um amor puro, empático e sensível, que reconhece as dores e necessidades do outro, prontificando-se a ajudar e segurar a mão do nosso semelhante diante das adversidades da vida.

O maior exemplo de caridade que a humanidade já presenciou, foi através de Jesus Cristo. Em meio a toda sua glória, Ele se fez carne e habitou entre nós, morrendo em nosso lugar por um grande e único motivo: o amor incondicional.

Exemplos de caridade na Bíblia

Em 1 João 3:16-17 vemos que mesmo que cuidemos dos pobres e necessitados, se não tivermos amor por eles, não temos caridade em nossos corações!

Isso ensina que a caridade não é apenas uma simples ajuda ao próximo com objetos materiais ou dinheiro. Esse amor incondicional nos faz entender e atender as necessidades físicas, materiais, espirituais e emocionais do nosso próximo, através da empatia e do amor exemplificados por Jesus.

Jesus nos deixou inúmeros exemplos de caridade. Uma de suas maiores lições foi a multiplicação de cinco pães e dois peixes para alimentar uma multidão que o acompanhava. Ele percebeu a necessidade dos que o seguiam e a atendeu, movendo-se de íntima compaixão, como descrito emMateus 14:15-21.

O Apóstolo Paulo também nos ensina que quando temos caridade, o nosso coração transborda de amor e boas ações para todas as pessoas. Em 1 Coríntios 13:1-13, Paulo descreve a importância do amor quando se trata de servir a Deus e ao próximo.

Em cada versículo, somos alertados de que, se nossas ações não são acompanhadas de amor, elas são inúteis. Nesta passagem, a palavra amor é interpretada por caridade, porque o amor que está sendo descrito (ágape) é um amor que só vem do Espírito Santo. Sabemos disso porque esse amor ágape está listado como parte do fruto do Espírito em Gálatas 5:22-23.

A caridade nos torna sensíveis para enxergarmos e sentirmos a dor e a aflição do outro, ao ponto de espontaneamente ajudarmos o nosso próximo com conselhos, ações e orações! Essas ações não são realizadas mecanicamente ou por simples conveniência. Elas nascem de um amor puro.

Em Mateus 6:1-14, Jesus nos ensina a importância de ajudarmos o próximo praticando a caridade. Porém, sem hipocrisia ou com a intenção de sermos vistos e reconhecidos pelas nossas ações.

A verdadeira caridade vem em seu sentido mais puro de amor em atitudes. Em 1 João 3:18, entendemos a importância de colocar a caridade em prática e não apenas nos discursos e pregações que temos dentro e fora da igreja.

A Caridade dentro das igrejas

Jesus foi o maior exemplo de como devemos nos relacionar e tratar o nosso semelhante. Ele desprezava o pecado, mas nunca o pecador! Por isso, demonstrava sua grande compaixão para com todos que o rodeavam.

A caridade envolve sensibilidade para com o próximo, principalmente para com os nossos irmãos em Cristo.

Em Gálatas 6:10, Paulo alerta para a ação da caridade dentro da própria igreja, para aqueles que nos reunimos em comunhão e às vezes não percebemos o quanto precisam da nossa atenção e amor.

Como posso desenvolver a virtude da caridade?

Em 1 Timóteo 1:5 vemos que a caridade vem de um coração puro e de uma fé não fingida. Desenvolver essa virtude é essencial para uma vida plena com Cristo e como os nossos semelhantes.

Mas nem sempre sabemos se estamos ou não no caminho certo. Por isso, podemos seguir alguns simples passos que nos ajudarão a desenvolver e praticar a caridade diariamente:

  • Estude a vida de Jesus: Ele foi o nosso maior exemplo de caridade! Suas atitudes e palavras nos ensinam como agir em diversas situações com o nosso próximo;
  • Ore e peça discernimento a Deus: independente do que seja, peça orientação a Deus antes de tomar qualquer atitude. Ele nos direciona em qualquer circunstância, inclusive sobre como agir para ajudar o nosso semelhante;
  • Ame a si mesmo: em Mateus 22:39, Jesus relembra de um dos maiores mandamentos que é amar ao próximo como amamos a nós mesmos. Isso exemplifica a importância de nos amarmos e valorizarmos nossa vida diante de Deus! Só assim, poderemos praticar a verdadeira caridade para com o outro.

Via Respostas

Deixe um comentário