Minha Fé Não É Sobre Mim!É sobre DEUS

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Quando Deus viu que os ninivitas haviam se arrependido, decidiu não destruí-los. No entanto, Jonas estava descontente com isso porque ele queria que Deus demonstrasse seu poder destruindo a cidade e validando seu próprio chamado como profeta de Deus.

Em sua ira, Jonas chama Deus para tirar sua própria vida, pois sente que o povo teria perdido o respeito por ele como um profeta.

Deus, no entanto, lembra Jonas de sua própria soberania e questiona Jonas se ele realmente tem o direito de ficar com raiva quando Deus poupar o povo da cidade de Nínive.

Jonas simplesmente fica de mau humor e se arrisca a sair da cidade e localiza um local com vista para a cidade onde ele se estabelece em um abrigo que ele fez. 

Ele espera para ver o que Deus fará para a cidade. (Jonas ignora o fato de que Deus disse anteriormente que Ele poupará a cidade!

Eu acho que isso não é muito diferente das pessoas que se irritam com situações nas quais estão insatisfeitos na esperança de que a situação se inverta quando as pessoas virem que estão não feliz.) É responsabilidade de Deus nos fazer felizes?

Deus então providenciou uma videira e fez crescer sobre Jonas para dar sombra à sua cabeça para aliviar seu desconforto. Jonas ficou contente pela sombra proporcionada pela videira.

No entanto, no dia seguinte, Deus providenciou um verme que mastigava a videira, de modo que ela murchava e não podia mais fornecer qualquer abrigo para Jonas. Além disso, quando o sol nasceu, Deus providenciou um vento leste abrasador e o sol ardia tanto na cabeça de Jonas que ele desmaiou.

Novamente, por causa de sua arrogância egoísta, Jonas queria morrer. Ele parece pensar que as questões eram sobre ele mesmo, sua pregação, seu ministério, seu conforto, seu desconforto. Não somos todos assim às vezes? 

Mesmo quando compartilhamos nossa fé, pensamos que a questão é sobre nós; quão bem nós compartilhamos, com quem compartilhamos, quantos conseguimos converter, o quanto trabalhamos, quanto sacrificamos? 

Muitas vezes esquecemos que a questão é sobre os outros, outros que precisam ser salvos, outros que estão perecendo, outros que precisam do evangelho, outros que precisam do poder de Deus em suas vidas.

Deus então intervém e pergunta a Jonas se ele tem o direito de ficar com raiva, já que ele não cuidou ou fez a videira crescer. Além disso, como Nínive tinha mais de 120.000 pessoas ignorantes, Deus não deveria se preocupar com aquela grande cidade?

Meu amigo, não é sobre você e eu.

Não é sobre você e eu estarmos envolvidos no evangelismo. Não é nem sobre você e eu sacrificando para salvar as pessoas. 

Assim como os problemas nunca foram sobre os guardas da vida na praia, o que eles vestem, como eles olham, o quão duro eles trabalham. É apenas sobre as pessoas pelas quais elas são responsáveis, as vidas que precisam salvar.

Eu rezo para mantermos nosso foco. A Malásia tem mais de 24 milhões de pessoas que ignoram as boas novas de Jesus Cristo e não deveria Deus estar preocupado com esta grande nação? 

Os Estados Unidos têm mais de 160 milhões de pessoas que ignoram as boas novas de Jesus Cristo e não deveria Deus estar preocupado com esta grande nação? Sim, e com o que você pode estar descontente?

Deixe um comentário