Meditação da Tarde: Graça e Glória

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Eu aproveitei esta oportunidade para comunicar-lhe os sentimentos de uma das nossas sociedades sobre os efeitos admiráveis ​​e assistências contínuas que ele recebe da presença de Deus. 

Deixe você e eu lucrarmos com eles.

Você deve saber, seu cuidado contínuo tem sido, por mais de quarenta anos passados, que ele passou na religião, estar sempre com DEUS; e nada fazer, não dizer nada e não pensar em nada que possa desagradá-lo; e isso sem qualquer outro ponto de vista que não seja puramente pelo amor a Ele, e porque Ele merece infinitamente mais.

Ele está agora tão acostumado a essa presença divina, que recebe dele contínuo socorro em todas as ocasiões. 

Por cerca de trinta anos, sua alma se encheu de alegrias tão contínuas, e às vezes tão grandes, que ele é forçado a usar meios para moderá-las e impedir sua aparição exterior.

Se às vezes ele está um pouco ausente dessa presença Divina, DEUS faz-se sentir em sua alma para lembrá-lo; o que muitas vezes acontece quando ele está mais envolvido em seus negócios exteriores: ele responde com fidelidade exata a esses desenhos internos, seja por uma elevação de seu coração em direção a DEUS, ou por uma consideração amorosa e carinhosa com Ele.

Ou por tais palavras como formas de amor. nessas ocasiões; como por exemplo, Meu DEUS, aqui estou todo dedicado a Ti: SENHOR, faze-me segundo o teu coração. 

E então parece a ele (como de fato ele sente) que esse DEUS de amor, satisfeito com poucas palavras, repousa novamente e repousa na profundidade e no centro de sua alma. 

A experiência dessas coisas dá a ele uma garantia de que Deus está sempre no fundo ou no fundo de sua alma, e o torna incapaz de duvidar disso,

Julgue por isso que conteúdo e satisfação ele desfruta, enquanto ele continuamente encontra em si mesmo um tesouro tão grande: ele não está mais em uma busca ansiosa depois dele, mas o abre diante dele, e pode pegar o que lhe agrada.

Ele reclama muito da nossa cegueira; e chora muitas vezes que devemos nos sentir miseráveis ​​por nos contentarmos com tão pouco. DEUS, diz ele, tem infinito tesouro para doar, e assumimos com um pouco de devoção sensível que passa em um momento. 

Cegos como nós somos, impedimos DEUS e paramos a corrente de suas graças. Mas quando Ele encontra uma alma penetrada com uma fé viva, Ele derrama nela Suas graças e favores abundantemente;

Lá eles fluem como uma torrente que, depois de ter sido forçada a parar em seu curso normal, quando encontrou uma passagem, se espalha com impetuosidade e abundância.

Sim, muitas vezes paramos essa torrente, pelo pouco valor que atribuímos a ela. Mas não vamos mais parar: vamos entrar em nós mesmos e derrubar o banco que o impede. 

Vamos abrir caminho para a graça; resgatemos o tempo perdido, pois talvez tenhamos pouco sobrando; a morte nos segue de perto, deixe-nos estar bem preparados para isso; pois morremos apenas uma vez, e um aborto é irrecuperável.

Eu digo novamente, vamos entrar em nós mesmos. O tempo pressiona: não há espaço para atrasos; nossas almas estão em jogo. 

Eu acredito que você tenha tomado tais medidas efetivas, que você não ficará surpreso. 

Recomendo-lhe por isso, é a única coisa necessária: devemos, no entanto, sempre trabalhar para isso, porque não avançar, na vida espiritual, é voltar atrás. 

Mas aqueles que têm o vendaval do ESPÍRITO SANTO prosseguem mesmo no sono. 

Se a vasilha da nossa alma ainda estiver cheia de ventos e tempestades, vamos despertar o SENHOR, que nela repousa, e Ele rapidamente acalmará o mar.

Eu tomei a liberdade de transmitir a você estes bons sentimentos, para que você possa compará-los com os seus: eles servirão novamente para inflamar e inflamar, se por desgraça (o que Deus proíbe, pois seria de fato uma grande desgraça) eles deveria ser, embora nunca tão pequeno, resfriado. 

Vamos então nos lembrar de nossos primeiros fervores. Vamos aproveitar o exemplo e os sentimentos deste irmão, que é pouco conhecido do mundo, mas conhecido de DEUS, e extremamente acariciado por ele. 

Vou rezar por você; você ora instantaneamente por mim, quem é seu em nosso SENHOR?

Deixe um comentário