Causa do óbito de Paulinha Abelha pode estar associada a uso de emagrecedores; médico alerta para riscos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram

A morte precoce da cantora Paulinha Abelha chamou a atenção de todos não somente pela perda da artista, mas também por não ter sido apontada nenhuma causa específica para o seu quadro clínico.

Embora o atestado de óbito tenha citado “comprometimento multissistêmico” como razão da sua morte, durante uma coletiva de imprensa foi exposto que a investigação do quadro da esposa de Clebinho conta com três hipóteses: alguma doença autoimune não identificada, síndrome de Haff ou ainda uma suposta intoxicação hepática gerada por medicamentos para emagrecer. A cantora fazia uso de uma fórmula receitada por um nutrólogo.
Segundo informações do médico Henrique Perobelli, apenas a investigação médica poderá ser capaz de definir qual hipótese é a correta. Mas, não se pode negar que os sintomas da vocalista do Calcinha Preta, como enjoo, vômito e o fígado inflamado são parecidos com quem está enfrentando problemas hepáticos por uso de inibidores de apetite e para queimar gordura.

O profissional de saúde apontou que o fígado é responsável por filtrar todas as proteínas que são ingeridas pelo organismo. Caso alguém faça uso desse tipo de medicamento, acontece uma sobrecarga no órgão, e como consequência, acontece uma insuficiência hepática, podendo causar até mesmo a insuficiência múltipla dos órgãos desse paciente.

Ainda de acordo com o médico, as razões para se fazer o uso desse tipo de medicamento não deve ser estética. Pelo contrário, deve ser feita uma avaliação com o endocrinologista e analisar alguns fatores de risco, como obesidade, hipertensão, e outras enfermidades.
🙏 Envie esse texto para pessoas queridas ❤️
Compartilhar no whatsapp
ENVIE PARA ALGUÉM
Compartilhar no whatsapp
ENVIAR PARA GRUPO

Deixe um comentário

Rolar para cima