A alma falante

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Um verdadeiro perigo para a vida interior da comunhão com Deus é uma necessidade excessiva de falar. 

Não, falar não é pecado e muitas vezes é um ato de misericórdia para com outro. Mas há momentos em que ser muito falador é um obstáculo para a Misericórdia de Deus. 

Falar, por si só, não é bom nem mau. O objetivo é formar nossas palavras de acordo com a Mente e Vontade de Deus. É isso aí. 

Precisamos ver as palavras que falamos como uma ferramenta sagrada para trazer à luz a verdade e manifestar o amor de Deus. 

Palavras excessivas, ou palavras que não fluem do nosso amor a Deus ou aos outros, podem causar mais danos do que podemos imaginar. 

Portanto, consagre seu discurso ao Senhor e procure deixar que Ele fale através de você como Ele desejará, quando Ele desejar e na medida em que Ele desejar (Veja Diário # 1008).

Você fala muito? Você fala muito pouco? Não se trata de quantas palavras dizemos, é sobre dizer as palavras certas no momento certo da maneira certa. 

Nossas palavras podem causar muito dano, mas elas também podem trazer o bálsamo de cura da Misericórdia de Deus. Reflita sobre as conversas que você teve durante a semana passada. Eles estavam agradando a Deus? 

Eles deram glória a Deus e edificaram a si mesmos e aos outros? Reflita, também, sobre quaisquer maneiras que você tenha negligenciado em dizer o que o Senhor queria que você dissesse. 

Essas omissões do silêncio também podem ser a causa da mágoa e podem ser a razão de uma perda de misericórdia em nosso mundo. Dê seu discurso ao Senhor e permita que Ele se manifeste através de você.

Senhor, eu te amo e te ofereço meu amor, neste dia, através de uma consagração de minhas palavras para você. Você é a Palavra Eterna falada do Pai. Você é a verdade que liberta todas as pessoas. 

Dá-me sabedoria, temperança e coragem para falar somente o que Tu me chamais para falar e escutar somente aquilo que Tu falas. Que minha língua seja uma espada perfurando as trevas deste mundo e meu ouvido seja uma esponja para a tua misericórdia. Jesus eu confio em vós.

 Palavra bíblica

Estas, pois, são as gerações dos filhos de Noé: Sem, Cão e Jafé; e nasceram-lhes filhos depois do dilúvio.
Os filhos de Jafé são: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
E os filhos de Gomer são: Asquenaz, Rifate e Togarma.
E os filhos de Javã são: Elisá, Társis, Quitim e Dodanim.
Por estes foram repartidas as ilhas dos gentios nas suas terras, cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, entre as suas nações.
E os filhos de Cão são: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã.
E os filhos de Cuxe são: Sebá, Havilá, Sabtá, Raamá e Sabtecá; e os filhos de Raamá: Sebá e Dedã.
E Cuxe gerou a Ninrode; este começou a ser poderoso na terra. 9
E este foi poderoso caçador diante da face do Senhor; por isso se diz: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor.
E o princípio do seu reino foi Babel, Ereque, Acade e Calné, na terra de Sinar.
Desta mesma terra saiu à Assíria e edificou a Nínive, Reobote-Ir, Calá,
E Resen, entre Nínive e Calá (esta é a grande cidade).
E Mizraim gerou a Ludim, a Anamim, a Leabim, a Naftuim,
A Patrusim e a Casluim (donde saíram os filisteus) e a Caftorim.
E Canaã gerou a Sidom, seu primogênito, e a Hete;
E ao jebuseu, ao amorreu, ao girgaseu,
E ao heveu, ao arqueu, ao sineu,
E ao arvadeu, ao zemareu, e ao hamateu, e depois se espalharam as famílias dos cananeus.
E foi o termo dos cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma e Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa.
Estes são os filhos de Cão segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, em suas terras, em suas nações.
E a Sem nasceram filhos, e ele é o pai de todos os filhos de Éber, o irmão mais velho de Jafé.
Os filhos de Sem são: Elão, Assur, Arfaxade, Lude e Arã.
E os filhos de Arã são: Uz, Hul, Geter e Más.
E Arfaxade gerou a Selá; e Selá gerou a Éber.
E a Éber nasceram dois filhos: o nome de um foi Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra, e o nome do seu irmão foi Joctã.
E Joctã gerou a Almodá, a Selefe, a Hazarmavé, a Jerá,
A Hadorão, a Usal, a Dicla,
A Obal, a Abimael, a Sebá,
A Ofir, a Havilá e a Jobabe; todos estes foram filhos de Joctã.
E foi a sua habitação desde Messa, indo para Sefar, montanha do oriente.
Estes são os filhos de Sem segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, nas suas terras, segundo as suas nações.
Estas são as famílias dos filhos de Noé segundo as suas gerações, nas suas nações; e destes foram divididas as nações na terra depois do dilúvio.

Gênesis 10:1-32 

Via Divine Mercy (traduzido e adaptado)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

Rolar para cima
Advertisment ad adsense adlogger