O que a Bíblia diz sobre alimentação?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

A Bíblia recomenda uma alimentação saudável e equilibrada. O crente pode comer qualquer alimento mas deve também cuidar de seu corpo. A salvação não depende daquilo que o crente come.

Os alimentos foram criados por Deus, para nosso bem. Ele nos deu um mundo cheio de alimentos variados, para nos manter fortes e saudáveis, e nos deu o paladar para termos prazer de comer. Na Bíblia, ter abundância de alimento é uma bênção.

Quando criou o mundo, Deus deu ao homem todos os vegetais, cereais e frutos como alimento. Depois do dilúvio, Deus também deu os animais como alimento (Gênesis 1:29Gênesis 9:1-3). Uma alimentação equilibrada consiste de uma variedade de produtos vegetais e animais.

Regras de alimentação no Antigo Testamento

No Velho Testamento, Deus deu várias regras de alimentação aos israelitas. Essas regras serviam para fazer distinção entre o puro e impuro e mostrar que os israelitas eram um povo diferente (Levítico 10:10-11). A distinção de alimentos puros e impuros representava a distinção que os israelitas deveriam fazer entre o bem e o mal e sua separação dos gentios.

Alguns alimentos que os israelitas não deveriam comer, por serem impuros, eram:

  • Camelo
  • Coelho
  • Porco
  • Águia
  • Urubu
  • Coruja
  • Cegonha
  • Morcego
  • Rato
  • Lagartixa

Jesus e os alimentos

Jesus era judeu e obedeceu às leis judaicas durante sua vida. Mas ele ensinou que não são os alimentos que nos tornam impuros diante de Deus.

O sistema digestivo elimina a maioria das impurezas das coisas que comemos. O que é realmente importante é o que está dentro do coração. Com isso, Jesus declarou que todos os alimentos são puros (Marcos 7:18-20).

No início da igreja, houve controvérsia sobre os alimentos que os crentes podiam comer. Os judeus convertidos achavam que deviam obedecer às regras de alimentação do Velho Testamento. Mas os apóstolos concluíram que isso agora não era preciso, porque as regras apontavam para realidades espirituais, que Jesus cumpriu (Atos dos Apóstolos 15:10-111 Timóteo 4:2-4). Assim como não deveriam fazer distinção entre judeus e gentios, não deveria fazer distinção entre alimentos.

O que o cristão deve comer?

O crente tem liberdade para escolher o que vai comer. O corpo do crente é o templo do Espírito Santo, por isso deve cuidar dele (1 Coríntios 6:19-20). O crente deve tentar ter uma alimentação equilibrada, comendo bem mas sem comer demasiado. É importante evitar extremos, como a anorexia ou a gula.

Uma boa alimentação dá saúde e diminui o risco de contrair várias doenças. O crente deve ter uma alimentação adequada ao seu estado de saúde (1 Timóteo 5:23). Há um tempo para tudo – para comer uma refeição grande e para jejuar. Em sua alimentação, assim como em tudo na sua vida, o crente deve agradecer e dar glória a Deus (1 Coríntios 10:31).

Deixe um comentário